4 importantes etapas da transferência de embriões em bovinos

A transferência de embriões remove embriões do trato reprodutivo da fêmea doadora e os transfere para fêmeas receptoras. “Trata-se de uma importante ferramenta para incremento da oferta de material genético melhorado, capaz de colaborar com a multiplicação do rebanho geneticamente superior, facilitando sua disseminação”, explica José Olavo Borges Mendes Júnior, professor do Curso CPT Transferência de Embriões e Fertilização in Vitro.

4 importantes etapas da transferência de embriões em bovinos

Seleção da vaca doadora


Deve-se selecionar uma vaca doadora com genética superior. Como critérios para a seleção, são escolhidas vacas jovens, com ciclos regulares, que tenham parido, no máximo, duas crias por concepção. Além disso, elas não devem ter apresentado nenhum problema ao parto nem distúrbios reprodutivos.

Da mesma forma, não devem apresentar problemas genéticos, inclusive os de conformação. Sem falar que suas condições corporais devem estar propícias quando forem submetidas à transferência embrionária.

Coleta dos embriões


A coleta de embriões é realizada com o auxílio de um estilete esterilizado, firmado no lúmen do cateter, para a passagem pelo colo do útero até o interior do corpo uterino. Nesse local, preenche-se lentamente o manguito, com 2 mililitros de solução salina, e puxa-se o cateter para assentar o manguito no orifício interno do colo uterino. Em seguida, adicione-se mais solução salina para fechar o orifício interno do colo.

Conforme o tamanho do útero da vaca doadora, preenche-se e esvazia-se o colo uterino, de cinco a dez vezes, com 30 a 200 mililitros de solução, que lava e coleta os embriões, que são acondicionados em um filtro com solução fluida.

Avaliação dos embriões


A avaliação dos embriões considera a sua qualidade e o seu potencial de sucesso quando transferidos para uma fêmea receptora. Como critérios, são considerados: o diâmetro total do embrião, a fase de desenvolvimento e a regularidade da forma, além da compacidade dos blastômeros. Fora a cor e a textura do citoplasma e a variação no tamanho da célula.

Da mesma forma, são verificadas: a presença de vesículas no citoplasma e células extrusadas, além da regularidade da zona pelúcida ao redor do embrião. Em seguida, eles são classificados como excelente, bom, justo, pobre, morto ou em degeneração.

Transferência dos embriões


Para a transferência do embrião selecionado, utiliza-se um microscópio, que favorece o seu carregamento, em uma palha de inseminação, de 1 mililitro a 4 mililitros, com o uso de uma seringa de 1 mililitro. Antes disso, a vaca receptora tem seus ovários palpados (via retal) para identificação do ovário que ovulou.

Depois, a vulva da vaca receptora é mantida aberta para que a haste de inseminação consiga passar pelo colo uterino. Essa haste desliza, em direção ao ovário com corpo lúteo ativo, para que o embrião seja depositado no corno uterino. Essa transferência embrionária leva cerca de 8 horas.

Conheça os Cursos CPT da Área Gado de Corte:

Transferência de Embriões e Fertilização in Vitro

Inseminação Artificial em Bovinos - Convencional e em Tempo Fixo

Melhoramento Genético de Gado de Corte

Fonte: Tecnologia no Campo

Por Andréa Oliveira

Mais Artigos Relacionados

Quais os estágios do parto em vacas?

Normalmente, o parto em vacas acontece em três estágios distintos. Torna-se essencial ao pecuarista conhecer cada estágio, para tomar a melhor decisão diante de imprevistos. Em alguns casos, como em partos gemelares, ou quando os bezerros são muito grandes, a assistência de um médico veterinário se faz necessária.

Dicas de instalações do Compost Barn para gado leiteiro

No Compost Barn ou Celeiro de Compostagem, o gado leiteiro é mantido em uma área com cobertura de serragem. Embora simples, as instalações contam com pé direito alto e ventiladores, para maior conforto e bem-estar das vacas leiteiras. Entretanto, o manejo sanitário dos animais deve ser impecável, desde a limpeza e desinfecção das instalações até a substituição da cama.

Quais as doenças mais comuns em bezerros?

Uma das fases mais críticas da criação de bovinos ocorre nas semanas iniciais de vida dos bezerros. Devido à baixa imunidade por serem muito novos, eles são frágeis e vulneráveis a doenças. Sendo assim, “o pecuarista deve monitorar continuamente esses animais. Se constatada alguma anormalidade, deve-se procurar um médico veterinário para um tratamento rápido e eficiente.