Quais as principais vacinas para aplicação em bovinos?

Vacinar o rebanho bovino é uma forma de manter os animais livres de doenças causadas por agentes patógenos perigosos. As vacinas não são medicamentos que combatem doenças, mas sim, elas induzem a produção de anticorpos pelo organismo do animal para o combate a microrganismos nocivos.

Com a vacinação do gado, o pecuarista reduz a taxa de circulação de microrganismos patológicos causadores de doenças. Ao obedecer ao calendário vacinal de forma sistemática, é possível erradicar uma série de doenças ou controlar e reduzir sua transmissão. Com isso, aumenta-se o desempenho produtivo do rebanho, bem como a lucratividade dos negócios.

Quais as principais vacinas para aplicação em bovinos?

Brucelose


A vacinação contra brucelose deve ser aplicada em dose única em fêmeas de três a oito meses. Quem deve aplicar a vacina é o médico veterinário segundo recomendações sanitárias.

Carbúnculo


A vacinação contra carbúnculo (ou manqueira) deve ser aplicada em todos os bovinos após três meses de idade. Depois, a aplicação deve ser semestral, isto é, em períodos de seis em seis meses até o animal completar dois anos. Quando doente, o bovino desenvolve um quadro de infecção contagiosa e inflamação muscular.

Clostridiose


A vacinação contra clostridiose deve ser aplicada da seguinte forma: primeira dose aos dois meses de vida, seguida de reforço após um mês, para os bezerros com mães imunizadas. Caso as fêmeas não tenham sido imunizadas, seus filhotes devem tomar a primeira dose com duas semanas de vida, seguida de reforço após um mês e revacinação depois de seis meses. Sem falar da necessidade de revacinação anual.

IBR e BVR


A vacinação contra IBR e BVR deve ser aplicada no terceiro mês de vida dos bovinos, seguida de reforço após quatro semanas e revacinação com dose única todos os anos. No mês anterior à monta, a vacinação deve ser aplicada nos animais em período reprodutivo.

Febre aftosa


A vacinação contra febre aftosa é divulgada pelo MAPA – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, todos os anos. O pecuarista deve acessar a planilha publicada pelo governo federal para conferir o planejamento para cada estado, pois em alguns deles não há aplicação.

Leptospirose


A vacinação contra a leptospirose deve ser aplicada em bovinos de quatro a seis meses, seguida de reforço após quatro semanas. Depois, a vacinação deve ser aplicada semestralmente ou com períodos mais curtos segundo as recomendações do médico veterinário.

Raiva bovina


A vacinação contra raiva bovina deve ser aplicada em duas doses intercaladas com 30 dias e revacinação todos os anos. A aplicação deve ser realizada em regiões com presença de morcegos hematófagos. Caso ocorram casos na região, todos os bovinos devem tomar a vacina anual.

Conheça os Cursos CPT da Área Gado de Corte:

Prevenção e Controle de Doenças em Bovinos: Raiva, Tuberculose, Brucelose, Leptospirose e Hantavirose

Cuidados com a Saúde do Bezerro

Bovinos de Corte em Confinamento - Manejo e Gerenciamento

Fonte: cptcursospresenciais.com.br

Por Andréa Oliveira

Mais Artigos Relacionados

Critérios para sistema de aleitamento de bezerros

Existem diferentes formas de fornecimento do leite para as bezerras, os quais podem ser classificadas em dois grandes grupos: aleitamento artificial e aleitamento natural.

Recria de cordeiros

Nessa fase, os animais iniciam o consumo de alimentos sólidos. O objetivo da recria é melhorar a condição corporal dos animais para a reprodução, de acordo com a finalidade da criação.

Por que é tão importante que a vaca leiteira tenha conforto

O bem estar e a produtividade animal podem ser colocados em situação de risco devido a ação dos fatores ambientais que influenciam o comportamento animal.